YURY HERMUCHE             RCKNRLL         RUÍDOS DE SÃO PAULO         ANTI-HERÓIS E ASPIRINAS         SOBRE VIAGENS E FUGAS         CONTOS SEM DIREÇÃO         FIREFRIEND         BIO



Ruídos de São Paulo
LEIA AMOSTRA GRÁTIS (PDF)                    


Inédito

Na avenida Paulista, sexta-feira, 17h31:

"Eu não quero morrer. Eu sou bonita demais para morrer"

"O peito dela é totalmente de borracha"

"Ele saiu voando, tá ligado? Só quer saber de cerveja"

"A festa é hoje, ele vai. Os dois vão. Melhor eu ficar em casa"

"Notícia é droga, noticia é droga"

"É aquele preço mesmo! Um assalto"

"Oh, vi no face lá que você fez uma tattoo?"

"Sua loca! Pena que eu não estou com uma arma aqui. Vamos para o bar!"

* * *

Este livro reúne o que registrei, mentalmente ou com meu gravador, em minhas andanças. São 69 poemas que fogem a qualquer regra — tão inviáveis e absolutos quanto São Paulo.